Prefeitura

Gabinete

27/11/2013 - Prefeitura dá início a trabalho para melhorar o IDH

O Índice de Desenvolvimento Humano - IDH de Uberaba foi foco, hoje, de palestra ministrada pela presidente da Fundação João Pinheiro - FJP, Marilena Chaves. Ela explicou o que é o índice e como se dá sua formação.  De acordo com o prefeito, ao conhecer e entender o índice, a prefeitura terá condições de traçar um rumo, com vista a subir no ranking do IDH. Atualmente a cidade ocupa a 14º posição. “Uberaba não tem um índice ruim. Mas o Triângulo Mineiro tem um índice abaixo da média do Estado e isto me deixa preocupado. Portanto vamos identificar o que está travando nossa melhoria da qualidade de vida. Para o seminário que iremos realizar “Repensando Uberaba”, queremos unir as forças da cidade, seja em nível municipal, federal e estadual. Queremos o engajamento das empresas, universidades e, portanto, isso já é um prenúncio do que faremos em 2014. Primeiro, o questionário que está na internet e está sendo distribuído aos participantes, irá subsidiar o seminário. Por isso, peço a contribuição de todos. Este material é a base preparatória para a discussão e trabalho que iremos desenvolver”, disse Piau.

Pessoas  - Ao dar início à palestra, Marilena Chaves explicou que o IDH, criado nos anos 70, é um índice internacional criado pelo PNUD – Programa das Ações Unidas para o Desenvolvimento, que tem o foco a análise dos países. Com vista a atingir os municípios, a FJP juntamente com o Ipea – Instituto de Pesquisa  Aplicada, desenvolveram o IDHM. As três instituições trabalham em parceria. “Começamos retratando a renda, mas fomos evoluindo e hoje o índice retrata também aquilo que é a maior riqueza, que são as pessoas. O índice divulgado em 2013 é referente aos dados de 2010 e demonstram que tivemos mudanças relativas e absolutas nos índices. Uberaba melhorou muito, só que outras cidades melhoram ainda mais, o que fez com que perdesse posição. Ao dar início a esta discussão o prefeito Paulo Piau está demonstrando sua preocupação, mas também tomando uma atitude com vista a mudar o cenário para melhor”, destacou.

Segundo Chaves, os três indicadores que compõem o índice são: Renda (PIB), Longevidade (esperança de vida ao nascer) e Educação (taxa de alfabetização de adultos e acesso a escola). Ao avaliar os números de Uberaba, ela reafirmou a melhoria nos quesitos renda e longevidade e também na Educação, no entanto, é este último que precisa ter uma melhora ainda mais significativa, o que vai ao encontro do que tem preocupado o prefeito Paulo Piau. “Hoje o indicador Educação é muito mais amplo, pois tem inúmeros desdobramentos. Hoje não se pergunta apenas se a pessoa é alfabetizada, mas se ela completou o ensino fundamental, o médio, ou seja, temos mais dados para avaliar”, explicou.

Ação - A presidente afirmou ainda, que não poderia fazer um diagnóstico de Uberaba, sem se aprofundar nas características da cidade, mas que a partir do conhecimento dos indicadores, a prefeitura poderia dar início ao trabalho com vista a adotar medidas que tenha impacto positivo no IDH. “Parabenizo o prefeito pela ação, pois este é primeiro passo. O engajamento da população é fundamental. Temos que lembrar que todas as cidades querem melhorar o índice, então é preciso avaliar as ações e colocar em prática”, disse.

Ao final da palestra o prefeito voltou a reforçar o pedido para que os participantes respondessem ao questionário. Ele lembra que Uberaba é a 8ª cidade em tamanho, mas a 14ª no IDH. Para ele a parceria da comunidade, segmentos, imprensa e empresas, com o setor publico, ajudará a marcar um rumo para mudar situação de Uberaba. “O Poder público não tem receita para nada. Mas a sociedade junto com o governo pode construir um caminho melhor e competitivo. A educação é o nosso maior problema e é triste constatar isso. Uberaba é uma cidade bicentenária, então deveríamos estar em primeiro lugar. Se buscarmos as causas vamos encontrar justificativas para tudo. Primeiro é a própria valorização do profissional da educação. Segundo é a rotatividade dos educadores. Temos várias ações identificadas como danosas para esta questão. Temos o 3º pior IDEB, entre as maiores 50 cidades  de Minas Gerais. Temos escolas municipais excelentes, mas outras que não. É um desafio equalizar o nível de ensino. Onde a Educação não é base, vai refletir nos outros índices, com por exemplo, saúde e emprego. Por isso estamos fazendo esta auto avaliação sobre Uberaba, visando recuperar este índice e subir”, finalizou.

Para fazer o download da versão digitalizada do questionário acesse o site – www.uberaba.mg.gov.br . O material, após ser preenchido pode ser enviado para o e-mail comex@uberaba.mg.gov.br ou para o endereço: Prefeitura de Uberaba – Av. Dom Luiz Maria da Santana, 141 – bairro Mercês – 38061-080 Uberaba-MG. O questionário deve ser encaminhado até o próximo dia 3 de dezembro.

 

Jorn. Keila Riceto

 
 
 

Outras Notícias: Gabinete



Voltar
Fique por dentro dos nossos canais sociais:

Facebook Prefeitura de Uberaba Instagram Prefeitura de Uberaba Whatsapp Prefeitura de Uberaba
Prefeitura Municipal de Uberaba - Todos os direitos reservados.
Av Dom Luiz Maria Santana, 141 - CEP.: 38061-080- Uberaba - MG - Tel.: (34) 3318-2000
Atendimento ao Público: Das 12h às 18h.
Desenvolvido por: Codiub