Prefeitura Serviços Municipais Empresas Servidores Municipais Turismo Transporte Coletivo PPP Parceria Público Privada Portal da Transparência

Defesa Social

24/02/2016 - Reunião do GGIM expõe situação crítica das forças de segurança de Uberaba

Prefeito Paulo Piau pede apoio de todas as entidades e instituições nas cobranças junto a União e Estado. Ele garantiu também que em breve será publicado o edital para o concurso da Guarda Municipal (120 vagas) e para Agente de Trânsito (30 vagas). Piau ainda confirmou o armamento da GM para atuar no combate a criminalidade, após treinamento técnico e avaliação psicológica
 
Com foco em garantir a reestruturação das Forças de Segurança de Uberaba, o prefeito Paulo Piau comandou nesta terça-feira (23) a primeira reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal - GGIM, formado por todos os segmentos que compõe a Defesa Social, sendo eles, Polícias Militar, Civil e Federal, Ministério Público Estadual e Federal, Judiciário, Sistema Penitenciário, Sedest e Corpo de Bombeiros. O presidente do GGIM, prefeito Paulo Piau iniciou a reunião externando sua preocupação em relação à defasagem das Forças de Segurança ocorrida nos últimos 20 anos. Segundo Piau, Uberaba chegou a ter mais de 800 policiais militares, mas hoje conta com a metade. “A cidade veio crescendo e as corporações encolhendo e não tivemos ações efetivas para evitar que isso acontecesse. Mas temos que buscar para Uberaba o que é devido. Temos cidadãos aqui que pagam impostos e o Estado e a União também recolhem impostos aqui, desta forma Uberaba não pode ser discriminada. E pelos números que mostramos Uberaba está aquém dos municípios do entorno. Uberlândia tem o dobro de habitantes e em alguns tipos de crimes estamos praticamente empatados com eles”, destacou.

Diagnóstico – Durante a reunião o secretário geral do GGIM, ex-comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, Emanuel Kappel apresentou um diagnóstico da situação real das Forças de Segurança, bem como fez uma comparação com o Uberlândia resguardando a questão da proporcionalidade da população, visto que a cidade vizinha tem o dobro de habitantes. Entre os dados apresentados relativos a 2015 e com comparação estão: Furto Consumado UBA (7.989)/ UDI (13.8479), Lesão Corporal UBA (1.260)/ UDI (1.360), Crimes Violentos UBA (3.358)/UDI (3.622), Homicídios UBA (61)/ UDI (104).


Pela primeira vez, conforme salientou o prefeito também foram apresentados dados reais do efetivo das polícias. “Não tem mais jeito. Esta situação tem que ser publicada para que outras entidades e instituições percebam a realidade e se juntem a nós para reivindicar, cobrar o que for necessário para que esta situação seja revista e isto inclui os legisladores da nossa cidade, seja no âmbito municipal, estadual ou federal, pois vou chamá-los para fazer coro com a gente”, disse Piau.


Entre os dados apresentados está o efetivo da Polícia Federal, sendo que Uberaba tem 13 agentes enquanto Uberlândia tem 43. Polícia Rodoviária Federal com 17 em Uberaba e Uberlândia 71. Em relação a Polícia Militar, enquanto Uberlândia tem 1.392 policiais, Uberaba tem 583 e a situação também em grave em relação a Polícia Civil, visto que a corporação de Uberlândia é para atendimento especificamente na própria cidade e conta com 166 investigadores, enquanto a de Uberaba tem que atender mais seis municípios e conta com 77. O único órgão que está dentro da normalidade é o Corpo de Bombeiros.


“O município não é responsável pela Segurança Pública, isto é dever do Estado e da União, mas temos que dar nossa contribuição e estamos correndo atrás. Já investimos na Guarda e vamos investir mais. Vamos armar a Guarda após um treinamento específico que será oferecido pela Polícia Civil, bem como após uma avaliação psicológica. Também abriremos 120 vagas no concurso, bem como 30 para agentes de trânsito. Se não conseguirmos ganhar o armamento do Estado, ou União, não vamos economizar, o município mesmo vai adquirir”, garantiu.

Ações preventivas – Na reunião foram apresentados dados da administração municipal relativos a todos os programas que são considerados ações preventivas com foco nas crianças e adolescentes, bem como nas famílias. A secretária Silvana Elias falou dos diversos programas educacionais que ocupam o tempo das crianças e adolescente. São mais de 15 mil alunos no Tempo Integral, participando de atividades extras que vão desde música ao esporte, o que reduziu o índice de evasão, abandono escolar e reprovação, apresentando maior eficácia do processo ensino aprendizagem. Também foi destacou o programa de Educação de Jovens e Adultos que hoje também tem parceria com o Pronatec e atende quase mil cidadãos. “A secretaria também desenvolve hoje um programa diretamente com as famílias, denominado Escola Família, realizado em nove escolas com maior índice de vulnerabilidade e atende 800 adolescentes, perfazendo um total de 500 famílias. Agora em 2016 estamos aumento para 12 escolas. Também criamos um atendimento personalizados para 32 alunos já com conflitos com a Lei, que nenhuma instituição queria mais. Criamos turmas menores, demos atendimento personalizado e eles estão participando e dando resultado positivo”, destacou.


Na Cultura foram apresentados os projetos Circo do Povo, Duelo do Passinho, Ceu das Artes, Batalhão do Calçadão, entre outros. A presidente Sumayra Oliveira exemplificou situações ocorridas com os projetos Duelo do Passinho e Batalhão do Calçadão, onde os jovens não tinham espaço para fazer suas apresentações e acabavam por causar situações de perturbação na sociedade, que não entendia o que eles queriam. “Criamos as condições e hoje eles fazem sua dança, sua apresentação e mais que isso, eles não permitem que naquele espaço se use drogas. O que eles precisavam é de serem ouvidos e terem condições de curtir a arte deles. Tiramos eles da Feirarte, onde as pessoas ficam com medo de fazerem arrastões, bem como tiramos eles da Praça Rui Barbosa, onde havia o uso de drogas e muitos vezes atos libidinosos. O Ceu das Artes também é uma espaço fantástico, temos conseguido avançar, a comunidade quer que isso aconteça, mas ainda temos dificuldade devido a criminalidade”, afirmou.


A Fundação Municipal de Esporte (Funel), a Fundação de Ensino Técnico Renê Barsam, a Secretaria da Saúde e a Secretaria de Desenvolvimento Social, discorreram sobre os programas interentes a cada pasta que tem atuação forte no atendimento de pessoas em situação de risco, no combate ao uso de drogas, na disponibilidade de cursos de capacitação profissional para os jovens, ocupando o tempo ocioso, além de atividades esportivas desenvolvidas no âmbito escolar ou nas áreas de lazer da cidade.


Plano de Segurança – A portas fechadas na segunda parte da reunião, o GGIM discutiu questões do Plano de Resgate das Forças de Segurança com ações de curto, médio e longo prazo. No que tange a curto prazo está vinda de 180 novos policiais militares que segundo o prefeito entrarão em treinamento em breve. Paulo Piau também citou a criação do 2º Batalhão, denominado de Missões Especiais, entre outros. Algumas outras ações, consideradas estratégicas serão noticiadas no devido tempo, depois de alinhadas entre o próprio grupo e seus respectivos órgãos no Estado e União.

Jorn. Keila Riceto
Comunicação PMU

 
 
 

Outras Notícias: Defesa Social



Voltar
Prefeitura Municipal de Uberaba
Fique por dentro dos nossos canais sociais:

Facebook Prefeitura de Uberaba Twitter Prefeitura de Uberaba Instagram Prefeitura de Uberaba Whatsapp Prefeitura de Uberaba
Prefeitura Municipal de Uberaba - Todos os direitos reservados.
Av Dom Luiz Maria Santana, 141 - CEP.: 38061-080- Uberaba - MG - Tel.: (34) 3318-2000
Atendimento ao Público: Das 12h às 18h.
Desenvolvido por: Codiub