Prefeitura Serviços Municipais Empresas Servidores Municipais Turismo Transporte Coletivo PPP Parceria Público Privada Portal da Transparência

Agronegócio

11/08/2015 - Pesquisa semanal de preços do hortifrúti é divulgada pela Ceasa

Preço da cebola cai pela terceira vez consecutiva; obras na unidade seguem a todo o vapor


A mais recente pesquisa de preços de produtos hortifrutigranjeiros realizada pela Central de Abastecimento (Ceasa) foi divulgada nesta segunda-feira (10). A cotação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio (Sagri) mostra a terceira queda do preço da cebola, entre outros destaques.


O gerente da unidade uberabense da Ceasa, Artur Batista de Paiva Neto, convida os comerciantes da cidade a investirem no órgão como forma de se promoverem e de estimular a economia do município. “Os preços mais baixos do hortifrúti que são encontrados na Ceasa podem significar um benefício importante para os comerciantes e, por consequência, para o consumidor”, explica Artur.


As obras de reforma da parte elétrica da sede da Ceasa seguem a todo o vapor. Ainda segundo Artur, essa etapa do projeto de revitalização deverá ser concluída em até 15 dias. “O próximo passo das obras ainda será definido pela Ceasa estadual”, conta. A reforma integra o projeto de gestão compartilhada da unidade de Uberaba, que passa a ser dividida entre a prefeitura e a Ceasa/MG.


Tabela de preços – O saco de 50 kg de cebola apontou mais uma descida de preço – a terceira consecutiva – e custa agora R$ 75. Já a batata, na mesma quantidade, estabilizou o valor em R$ 80, após sofrer duas quedas seguidas.


A maior descida de preço da semana foi a do chuchu. Disponível na Ceasa em caixas de 22 kg, o seu valor passou de R$ 30 para R$ 20 – uma queda de mais de 33%. As duas variedades de banana – nanica e prata – também ficaram mais baratas. A caixa de 22 kg de banana-nanica custa R$ 15 enquanto o preço da banana-prata desceu para R$ 20.


A caixa de 18 kg de laranja aponta o mesmo valor que a cotação da semana passada, realizada no dia 3 deste mês – R$ 18. A maçã nacional, comercializada em caixas de 22 kg, também manteve o seu preço na casa dos R$ 70, assim como o abacate.


As dúzias de alface e couve-flor permanecem sem alterações e ainda custam, respectivamente, R$ 12 e R$ 36. O pimentão (11 kg) e o jiló (22 kg) custam, ambos, R$ 30. Após ficar mais barata no final de julho, a caixa de 12 kg de tomate mantém o preço de R$ 50.


As caixas de 22 kg de cenoura, beterraba e abobrinha sofreram a mesma alteração de preço de acordo com a pesquisa, e todas apontam custo de R$ 40. A vagem, vendida em caixas de 12 kg, mantém-se estável no mesmo valor, assim como o limão taiti, disponível em caixas de 22 kg.


O repolho, comercializado em caixas de 30 kg, sai por R$ 15 e o mamão formosa (22 kg) ainda custa R$ 35. O quilograma de melancia sofreu um pequeno aumento de preço e custa, agora, R$ 1,10.


Breno Cordeiro (estagiário de jornalismo)

 
 
 

Outras Notícias: Agronegócio



Voltar
Prefeitura Municipal de Uberaba
Fique por dentro dos nossos canais sociais:

Facebook Prefeitura de Uberaba Twitter Prefeitura de Uberaba Instagram Prefeitura de Uberaba Whatsapp Prefeitura de Uberaba
Prefeitura Municipal de Uberaba - Todos os direitos reservados.
Av Dom Luiz Maria Santana, 141 - CEP.: 38061-080- Uberaba - MG - Tel.: (34) 3318-2000
Atendimento ao Público: Das 12h às 18h.
Desenvolvido por: Codiub