Prefeitura Serviços Municipais Empresas Servidores Municipais Turismo Transporte Coletivo PPP Parceria Público Privada Portal da Transparência

Educação e Cultura

20/08/2013 - Mais de 25% dos alunos do Proeti estão acima do peso

Pesquisa realizada com 1.727 alunos do Programa de Educação de Tempo Integral (Proeti) mostra que 12,6% estão com sobrepeso e 12,7% com obesidade. Trabalho foi coordenado pelo professor João Gurgel de Sousa Junior e os resultados são motivo de alerta e preocupação para os pais, dirigentes escolares e de saúde.

Segundo ele, o estudo envolveu 1.727 crianças e adolescentes, sendo 827 do sexo feminino e 900 do masculino. Foram aferidas as medidas antropométricas relacionadas à massa corporal e estatura, nos respectivos núcleos em que os alunos frequentam.

A prevalência encontrada foi de 12,6% com sobrepeso e 12,7% com obesidade, quando separadas por sexo foi encontrada no sexo feminino 13,5% e 13,4% e no masculino 11,8% e 12,1% respectivamente. Quando separados por faixa etária:De 7 a 9 anos, 13,7% e 14,3%; de 10 a 12 anos, 13,3% e 11,0%, de 13 a 15 anos, 12,8% e 11,7% respectivamente; de 16 e 17 anos, 6,6% com sobrepeso.

João Gurgel observa que o estudo aponta uma significativa prevalência de sobrepeso e obesidade, diferença insignificante entre os sexos e faixa etária, com exceção do grupo de 16 e 17 anos, porém poucos alunos desse grupo participaram do estudo, fenômeno esse diagnosticado em outros estudos, realizados no Brasil e no mundo, devendo ser motivo de alerta e preocupação, por parte dos pais, dirigentes escolares e de saúde. É importante salientar que vários aspectos podem contribuir para o aumento do peso, entre os quais a alimentação inadequada, inatividade física e fatores genéticos, porém a potencialidade de cada um ou a interação de ambos é de difícil identificação. Deve-se destacar a importância de estudos dessa natureza diante dessa epidemia instalada, no sentido de alertar os responsáveis pelas crianças no que tange a fomentação de ações individuas e coletivas relacionadas à prevenção e tratamento, norteados pelo binômio: alimentação adequada baseada na quantidade e qualidade dos alimentos ideais para cada refeição e estimulo a atividade física ativa, priorizando as de longa duração”, analisa o professor.

Ainda de acordo com João Gurgel, cabe salientar que os resultados da pesquisa serão repassados aos professores e coordenadores de cada núcleo do programa para que se faça as intervenções necessárias. Os responsáveis pelas crianças serão subsidiados com informativos que disponibilizará orientação quanto aos prejuízos que a obesidade pode causar no desenvolvimento de seus filhos e que os mesmos devem estimular e possibilitar uma maior participação em brincadeiras, jogos, esportes, com atividades fisicamente ativas e que se alimentem de forma adequada.

O coordenador geral do Proeti, Luiz Alberto Medina, a pesquisa é inédita e teve o apoio do governo municipal que abriu as portas de seus núcleos, através das Secretarias de Educação e Esporte e Lazer, por entender a importância de se enfrentar os problemas causados pela obesidade, principalmente a infantil. Agora, o trabalho é usar os resultados na prática, para que as crianças e adolescentes uberabenses utilizem o esporte e o lazer como instrumentos para reverter esse diagnóstico. 

 
 
 

Outras Notícias: Educação e Cultura



Voltar
Prefeitura Municipal de Uberaba
Fique por dentro dos nossos canais sociais:

Facebook Prefeitura de Uberaba Twitter Prefeitura de Uberaba Instagram Prefeitura de Uberaba Whatsapp Prefeitura de Uberaba
Prefeitura Municipal de Uberaba - Todos os direitos reservados.
Av Dom Luiz Maria Santana, 141 - CEP.: 38061-080- Uberaba - MG - Tel.: (34) 3318-2000
Atendimento ao Público: Das 12h às 18h.
Desenvolvido por: Codiub