Prefeitura Serviços Municipais Empresas Servidores Municipais Turismo Transporte Coletivo PPP Parceria Público Privada Portal da Transparência

AMVALE

03/12/2013 - Associações microrregionais vão analisar relatório técnico sobre região metropolitana

Intitulado “A aglomeração urbana do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e seu colar de influência regional”, o estudo de viabilidade técnica para a criação da RMTRIAL (Região Metropolitana do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba) foi apresentado na última sexta-feira (29), em Uberaba, no gabinete do prefeito Paulo Piau.

O estudo foi realizado mediante convênio firmado entre as associações microrregionais Ampla (Planalto de Araxá), Amapar (Alto Paranaíba), Amvarig (Baixo Vale do Rio Grande), Amvap (Vale do Paranaíba) e Amvale (Vale do Rio Grande), com as reitorias da UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro) e UFU (Universidade Federal de Uberlândia).

Coube ao vice Reitor da UFU, Prof. Dr. Eduardo Nunes Guimarães, apresentar o relatório técnico que procurou juntar características históricas e demográficas, indicadores econômicos, sociais de forma geral, para poder apresentar às associações um roteiro técnico sobre a formação regional do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, como forma de fortalecer em torno de uma estratégia para que as lideranças regionais utilizem essas informações na construção do projeto político da região metropolitana.

“A partir dos indicadores, conseguimos mostrar uma caracterização de que, de fato, no Triângulo Mineiro se constitui uma centralidade bem definida, em torno das cidades de Uberlândia e Uberaba que concentra a maior parte do emprego, dos serviços especializados e a diversificação produtiva. E elas têm um grande potencial de complementariedade. O entorno é mais voltado para a agroindustrialização e atividades voltadas ao setor primário”, expôs.

Aeroporto internacional - A infraestrutura da região favorece essa integração. As trocas migratórias já demonstraram isso. Ao final do projeto, apresentou uma proposta que demonstra que a formação de uma estrutura que funcione como região metropolitana permita fazer o planejamento regional. E, uma dessas formas, por exemplo, é juntar esforços em torno da construção de um grande projeto que seria um aeroporto internacional de cargas e que se localizaria numa área estratégica e de integração, unindo seus principais polos e seu núcleo Uberaba, Uberlândia e Araguari.

O levantamento foi desenvolvido pelo Instituto de Economia da UFU, ao longo dos últimos quatro meses, com a participação dos membros da Comissão de Trabalho criada pelas entidades microrregionais. “É uma versão preliminar. Cabem revisão e ajustes políticos e econômicos da região. O objetivo não foi o de desenhar a região metropolitana”, disse o Prof. Dr. Eduardo Nunes Guimarães. A análise mostra um conjunto de indicadores, dentre os quais, que os municípios de Uberaba e Uberlândia, respondem por cerca de 50% a 60% do fluxo econômico regional, cujo grande desafio é inserir a região na economia nacional e internacional. Nesse aspecto, relatou o vice Reitor da UFU, entra a importância da implantação do aeroporto internacional, em área localizada entre Uberaba e Uberlândia.

O reitor da UFTM, Virmondes Rodrigues Júnior, qualificou como “excelente trabalho” o que foi apresentado pelo colega da UFU.

Avaliação política - Ao agradecer a presença dos representantes das associações microrregionais e das duas instituições federais de ensino superior, Paulo Piau, também presidente da Amvale, refirmou sua posição diante da proposta: “Região metropolitana é sinônimo de planejamento regional. Estamos nos juntando para a busca de soluções de problemas comuns e de forma harmônica. Temos que aprender andar em grupo”, diz. Agora, segundo Paulo Piau, “vamos levar a tarefa para casa e avaliar nas cinco associações microrregionais com a participação de todos os prefeitos da região, o que nos foi apresentado pelas universidades”. Diz esperar que a avaliação esteja concluída até início de 2014.

“Foi uma reunião extremamente objetiva. Todos querendo, realmente, que a região seja planejada. Essa pode ser a melhor região do Brasil. Portanto, vamos levar a tarefa para casa e discutir com os municípios menores, a vontade de cada um de integrar a região metropolitana. O estudo ficou muito bem feito pela UFU e nós temos uma base técnica para tomar uma posição política”, acentuou. Sobre o aeroporto internacional, Paulo Piau disse: “Isso é fundamental. É infraestrutura. É logística. Vamos torcer para que essa unidade aconteça para o bem de todos”.

Representando o prefeito de Uberlândia e presidente da Amvap, Gilmar Machado, o secretário municipal de Gestão Estratégica, Ciência e Tecnologia, Stoessel Ribeiro, disse ter ficado muito satisfeito com o trabalho apresentado. “Pela abrangência, pela riqueza e pela seriedade com que oferece um diagnóstico do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba nos possibilitando, assim, não só o caminho da legalidade de criação na Assembleia Legislativa da RMTRIAL. Mais do que isso: uma fotografia da realidade que nos dá a oportunidade de poder planejar a região e sonhando com um futuro melhor”, diz.

Para o secretário Executivo da Amvale, Antônio Oliveira, o estudo técnico apresentado é de extremo valor. E ressaltou: “Foi feito com muita competência pelas universidades federais. Isso vai servir de parâmetro, não só para a região metropolitana, mas até por um projeto de planejamento regional. A etapa seguinte é discutir com as cinco associações. Vamos levar esse estudo para Araxá, Patrocínio, Uberaba e Frutal. Uberlândia já realizou. Partiremos, agora, para uma decisão política a ser debatida com as lideranças regionais”, completou.

Também participaram do evento, os presidentes da Ampla e Amapar, respectivamente, Jeová Moreira da Costa e Lucas Campos de Siqueira, e o chefe de Gabinete da Prefeitura de Frutal/Amvarig, Pedro Borges, entre outros. Durante a apresentação, os participantes receberam as visitas do ministro da Agricultura, Antônio Andrade, e do deputado estadual Tony Carlos (PMDB).

 

Lúcio Castellano

 
 
 

Outras Notícias: AMVALE



Voltar
Prefeitura Municipal de Uberaba
Fique por dentro dos nossos canais sociais:

Facebook Prefeitura de Uberaba Twitter Prefeitura de Uberaba Instagram Prefeitura de Uberaba Whatsapp Prefeitura de Uberaba
Prefeitura Municipal de Uberaba - Todos os direitos reservados.
Av Dom Luiz Maria Santana, 141 - CEP.: 38061-080- Uberaba - MG - Tel.: (34) 3318-2000
Atendimento ao Público: Das 12h às 18h.
Desenvolvido por: Codiub